habilidades gestor de facilities
Thomas Mendes

Thomas Mendes

Analista de Marketing

Confira neste artigo 4 habilidades essenciais que um gestor de facilities deve desenvolver para trazer resultados cada vez maiores e se destacar cada vez mais no mercado!

Com uma gama de funções extremamente diversa, é importante que todo gestor de Facilities esteja sempre se capacitando para ser cada vez melhor.

Vou trazer neste artigo algumas das habilidades mais importantes que você se mantenha relevante no mercado de Facilities e alcance sucesso nessa área.

1. Ser orientado por dados

Facilities antigamente tendia ser uma área “reativa” nas empresas, com gestores atuando através de demandas passivas de outros gestores.

No entanto, um gestor de Facilities que busca trazer um impacto real para a empresa tem que ser mais do que um bombeiro (que só é chamado quando tem incêndios para apagar) e ativamente buscar maneiras para Facilities contribuir mais com as estratégias da empresa.

Esse nível de proatividade só é possível com muita análise de dados por parte do gestor.

Facilities deve estar constantemente atento aos custos operacionais, performance dos serviços terceirizados e qualidade dos serviços. Além disso, você deve identificar as principais áreas de melhoria na operação como um todo.

Esse tipo de análise só é possível através de ferramentas e softwares que permitem a visualização e gestão desses dados.

2. Adaptabilidade

Quando se está lidando diretamente com um prédio inteiro, desde os seus sistemas, equipamentos até sua infraestrutura, existem diversas tarefas diferentes a serem realizadas o tempo inteiro.

Isso requer extrema capacidade de adaptação, para lidar com diferentes urgências e ao mesmo tempo não perder o foco do que já havia sido planejado anteriormente.

Além disso, um gestor de Facilities pode encontrar diversas barreiras para o seu trabalho, desde fatores externos até desafios presentes na própria cultura da empresa.

Portanto, ele deve sempre se manter atento as maiores tendências e mudanças que podem trazer maiores vantagens e produtividade no seu dia a dia.

3. Capacidade de desaprender

Facilities é um trabalho que pode se tornar rotineiro e monótono caso o gestor não seja proativo com a busca de novas inovações.

Com isso, é essencial que um gestor de Facilities consiga “desaprender” algumas coisas – assim como muitas áreas de atuação, o que era uma constante inegável há alguns anos hoje já não faz tanto sentido como antigamente.

Um desdobramento da adaptabilidade, a capacidade de buscar novos conhecimentos e ser um eterno aprendiz vai dividir os gestores medianos daqueles que realmente serão muito bem-sucedidos em suas carreiras.

Novas tecnologias estão sempre mudando o que há de melhor em ambientes de trabalho e você deve ser o primeiro a observar essas novas ideias e implementá-las em sua empresa (quando fizer sentido).

4. Empatia

Acima de cuidar das instalações e da infraestrutura, a maior missão de Facilities em uma empresa é possibilitar o melhor ambiente de trabalho possível para todos que trabalham no local.

Com isso, o gestor de Facilities deve ter a empatia de realmente entender as necessidades e dificuldade dos colaboradores. Inovações e mudanças no ambiente podem parecer legais no primeiro momento, mas elas causam um real impacto no trabalho das pessoas?

Um gestor de Facilities deve sempre olhar para as pessoas em primeiro lugar e tomar suas decisões com base nos ganhos em produtividade e satisfação dos colaboradores.

Isso vai guiar as contratações de novos softwares e serviços para uma visão muito mais humana e funcional.

Além disso, as instalações da empresa também devem fornecer uma boa experiência para todos que visitam a empresa, não apenas seus colaboradores. Para isso, vale a pena entender sobre tecnologias como Controles de Acesso e Sistemas de Gerenciamento de Visitantes.

Tem alguma habilidade que acha crucial no seu dia a dia? Não deixe de comentar com a gente!

Posts relacionados

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of